Poema de agora: APENAS – Pat Andrade

APENAS

como um raio
como um rito
já não saio
apenas fico

como um fato
como um risco
já não calo
apenas digo

como um trato
como um dito
já não tardo
apenas sigo

Pat Andrade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *