Poema de agora: Bailarina de Louça – Luiz Jorge Ferreira

Bailarina de Louça

Deus te rasgue o peito
com a harmonia leve de um Bolero.
O som é um hino militar.
Dois pés em Amsterdam, dois passos sobre a Babilônia,
dois dedos sujos de poeira lilás, sobre a bailarina de louça
de voz rouca que segura o ventre,
sabonete de tartaruga e duas verrugas azuis sobre o pomo de Adão
um Verão em Salinas e duas almas gêmeas semi-idênticas, conbucinas,
indóceis, iluminam-se entre trevas cegas de manhãs poeirentas.

Teu coração palpita menino, abriga tantas ilusões e assusta.
Incendeia. Do pé entre sandálias, ao fio mais externo de cabelo.
Teu vestido de chita, tua meia elástica repuxada, tua boca carmim,
teu olhar copiado de um “Capricho”, tua silhueta bailando entre a chuva.
Vais onde eu vou, ou vais onde ficas?

Deus te dê dois generais para governas o país,
um cavalo cego para te levar à ribanceira e dois valentes crioulos
com chicote de couro dando vivas a Pinochet.

Dois violões afinados em lá e um memorial terra e lama,
na calada estranha, sob um sol dourado cheirando a Macapá.
Um amor na gaveta, na página de uma revista careta e duas pílulas de matar bebê.

Uma estampilha de mulher(uma gorda e uma magra)
Duas escravas de cara branca de pó-de-arroz, risonha e farta de seios
Nossa Senhora de Guadalupe, e um lume azul da estrala mais vadia.
O rosto de Guernica e a foz antiga de Marajó, e uma chuva fina da Patagônia
e um Bolero saindo de uma eletrola desafinada de um vizinho chileno, num sábado inútil de janeiro.

Eu te adivinho deitada,
curtindo a sombra de teus seios na parede.
Eu te adivinho escrava dos cabelos, penteando-se com os dedos,
alisando-os no espelho embaciado do quarto.

Eu te adivinho sonolenta, subindo e descendo o peito,
o coração ardente, a língua entre os dentes molhada de saliva.
E se eu chegasse assustado,
dançaríamos um Bolero ou cantaríamos um Fado?

Luiz Jorge Ferreira

*Do livro de Poemas “O Avesso do Espantalho” – Editora Scortecci – São Paulo – 1990

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *