Poema de agora: C’est la vie! – Maria Ester

C’est la vie!

O amor, pulsa
A mente, mente
por vezes o coração
ampulheta da vida
causa tumultos nos
universos particulares

Emoções
Esperanças
Aspirações

C’est la vie!

Por pirraça agregados nos põem à prova

Assim como folhas e flores ao vento sonhos são manchados de chuva: (des)feitos ou (re)feitos

C’est la vie!

A florzinha branca do meu quarto brota, que alegria, cria raízes, desabrocha…

É linda mesmo!
Vida que segue, pede passagem

C’est la vie!

Graças a Deus, Deus é bom, traz as verdades do tempo

Sigo o rumo no meu quinhão, afinal o mundo não é maternal.

Alimentem
as sementes
as flores,
as raízes,
a vida.

C’est la vie!

Maria Ester

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *