Poema de agora: DE POESIA E VIDA – Patrícia Andrade

DE POESIA E VIDA

me fiz poeta
para saciar o desejo
de tocar o íntimo das coisas
que não posso ver

me fiz poeta
para permitir
que a escuridão me envolva
sem que eu jamais possa
errar o caminho de volta

me fiz poeta
pra me entregar
aos pecados do mundo
sem temer a dor
da penitência

me fiz poeta
para me atirar livremente
dos mais altos penhascos
sem o medo da queda

me fiz poeta
para morrer um pouco
a cada poema
e renascer de novo
a cada dia

Patrícia Andrade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *