Poema de agora: DELÍRIOS III – Pat Andrade

DELÍRIOS III

jardins surreais
flores de cristal
asas translúcidas
borboletas feitas de sonho

noites insólitas
estrelas de ouro
brilho de lua
caminhos de luz

vidas secretas
amores vadios
delícias adiadas
vontades guardadas

tudo é desejo
tudo é sonho
tudo é delírio

por toda a madrugada

tudo é por nada…

Pat Andrade


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *