Poema de agora: DESEJOS – Pat Andrade

DESEJOS

enquanto espero o almoço
te escrevo uma carta
te faço um poema
te ofereço canções
te declaro amor

depois de comer
esqueço a carta
rasgo o poema
desligo o rádio
te deixo sozinho

a fome
me desperta desejos

mas a vida
me fez inconstante

Pat Andrade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *