Poema de agora: Destino – Jaci Rocha

Destino

Que a sorte esteja convosco…
(Porque ela está!)
A sorte é de acordo
Com o passo que a gente dá…

O eco do espelho, Narciso
É o que te aprisiona ou liberta
Mantenha a porta interior desperta
Deixa o sol te tocar…

Destino, encontro com a fatalidade
Ora, quanta vaidade!
Culpar a divindade por teus atos
Nota, o mundo é todo abstrato…

Coerência é o que te pede a vida
E para teres a sorte escolhida
Talvez seja hora de acordares:
O sonho que vinga é aquele que regares…

Jaci Rocha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *