Poema de agora: DIZER ADEUS – Carlos Nilson Costa

DIZER ADEUS

O amor me fez juntar
as coisas que vivi
-o choro de minha mãe
-as zangas de meu pai
-os risos deles dois
e os exemplos
-sempre com bondade
De meus irmãos as doçuras da vida
e a cumplicidade da companhia
e da família a união para a sociedade
Do amor presente uma saudade de você
dos carinhos de suas mãos
a ternura de um bem querer
De tua voz a música em meus ouvidos
dos beijos, as palavras que não dizias
que no silêncio só eu ouvia
Fiz deste poema a lembrança de você
Prá nunca mais amar
e ter outro querer.

Carlos Nilson Costa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *