Poema de agora: Dois corações – Pat Andrade

Dois corações

Eram dois corações:
o dela desiludido;
ele, quase destruído.
O dela, machucado;
ele, abandonado…
Às 8, em ponto,
inadiável encontro…
Entrega total,
destino irreal…
Foram-se os dois
juntos e prontos
pro agora e o depois

Pat Andrade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *