Poema de agora: “Ela, para sempre” – Ramon Tavares

Ela, para sempre

É tudo tão estranho
Algo em mim quer exalar
Corpo não corresponde a mente
Razões pro meu corpo mudar

Eu menino, pequeno mas consciente
Moldado para crescer um ser deprimente
Parei a roda da vida
E na contramão quero brilhar

Hoje, adolescente do corpo esguio
Feições do que um homem quer
Menino que virou encanto
Menino que virou mulher

Você trava quando me vê
Seus olhos dizem e o coração não mente
Quando perguntarem do jovem menino
Diga que ele se tornou ela, para sempre

Ramon Tavares

*Poema novo sobre uma mulher trans.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *