Poema de agora: Elementos – Ori Fonseca

Elementos

A palavra feito onda,
Indo e vindo em sal e água,
Gotejada, redondilha,
Filha minha emancipada.
Meu incesto, minha amada,
A-pegada em minha trilha,
Pote meu cheio de mágoa
Convulsão que cresce e tomba.

A palavra feito vento
Indo e vindo em som e ar,
Ventilada em caos e verso,
Berço meu de tudo e nada.
Meu esquife por morada,
Recitada em praga e terço,
Tempestade em alto lar,
Furacão de assombramento.

A palavra feito chama
Indo e vindo em gás e fogo,
Calcinada em melodia,
Dia a dia emoldurada.
Minha tela rabiscada,
Castigada na poesia,
Luz do Sol em que me afogo,
Combustão que a mim reclama.

A palavra feito poeira
Indo e vindo em grãos de terra,
Enterrada na sentença,
Crença ateia em luz sagrada.
Minha música cansada,
Entoada com voz tensa,
Solo meu de amor e guerra,
Rotação de sonho e areia.

Ori Fonseca

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *