Poema de agora: Engrande-SER – (@cantigadeninar)

Engrande-SER

Às vezes, por um lapso de lucidez,
Percebo o que sou dentro do universo
E noto minha infinita pequenez.
Se sou hábil para escrever algum verso,
Não é porque almejo qualquer glória.
Nessa vida onde somos nada mais que grãos de areia,
Sobreviver dia-a-dia já é uma vitória
Que queima, flamejante, tal qual centelha.
Entretanto, há algo que dignifica o homem;
Um sentimento capaz de nos transformar em gigantes,
Que dá sentido à rotina para louvarmos seu nome:
Sim, meus caros… Apenas o Amor nos faz grandes.

Lara Utzig


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *