Poema de agora: Enquanto – Jaci Rocha

Enquanto

Enquanto
O passo vence o espaço
Para a solidão do abraço
Encobrar-se em par

Em quanto
Apenas desfaço
Esqueço e reponho laços
Alheia ao tic tac do relógio…

Enquanto
Descubro quem sou agora
Depois de não acreditar em fadas
Na magia das páginas encantadas

E deixo apenas a vida ser vida…

Em quanto
A vida sopra seu ar
E o tempo muda as folhas de outono de lugar
E volto a respirar e acreditar

Em cada sonho que deixei na estante,

Enquanto volto a tecer as asas
Para o voo de meus sonhos

…Enquanto! Em quando!

Jaci Rocha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *