Poema de agora: ESPERANÇA DO MORIBUNDO – Arilson de Souza

ESPERANÇA DO MORIBUNDO

Se em ti se ofusca a certeza do amanhecer.
Se em teu coração se oculta a beleza de se viver…
Inspira-te na esperança do moribundo, que mesmo na iminência da morte,
ainda assim suplica para que a vida a ele volte.

Se tua alma renega a dádiva da vida.
Se em tua razão a esperança já se faz esquecida…
Exempla-te na persistência da natureza,
que mesma vitimada pela cobiça e covardia,
se revigora dia após dia.

Se o espectro da desesperança assombra teu ser,
desvende os olhos de tua alma
e a beleza da vida, decerto irás ver.

Olhe em tua volta e veja o espetáculo da vida…
Na revoada que se expande ao horizonte.
Na água viva que brota da fonte.
No canto das baleias que encantam o mar.
Na pureza das crianças que nos ensinam a amar.

Então viva, e deixe a beleza da vida te encantar!

Arilson de Souza

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *