Poema de agora: Feitiço – Ana Anspach – @AnaAnspach

Feitiço

I

Nem o fogo me assusta
Ariana que sou
Morri mil vidas
Queimada nas
Fogueiras
Da inquisição

II

Acendo velas
Pros meus santos
Me benzo com ervas
Abraço as árvores
Meu banho é nas águas
Escondida dos homens

III

Nem bruxa
Nem santa
Herege
Sustento minhas ideias
Defendo minha gente
Desconfio do que vem fácil

IV

Tente me queimar
Sobreviverei
Voltarei muitas vezes
Sou de raiz profunda
Medusa da mata

Ana Anspach

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.