Poema de agora: GAVETA DA MEMÓRIA – Pat Andrade

GAVETA DA MEMÓRIA

desdobrei
uns pedacinhos de passado
que encontrei largados
no fundo da gaveta da memória…
amarelados e roídos pelo tempo
gritam minha história
acordando paixões


batendo o tambor do coração
tremendo minhas mãos…
frente a frente com o passado,
esqueço o presente
e brinco de futuro…

Pat Andrade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *