Poema de agora: Grito (Andreza Gil)

tumblr_lgy0enG2tY1qenph7o1_500

Grito

Essa injustiça solta pelas esquinas
Essa pressa que passa por cima
Esse povo que chora e grita.
Grita pela dor que corrói
A esperança de justiça.
A rosa branca erguida
No meio da multidão que grita:
-Justiça! Justiça!

Andreza Gil

Compartilhe isso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*