Poema de agora: Guitarra imaginária (Pat Andrade)

14304_420326204790068_4964781334887745489_n

Guitarra imaginária
um som
no mesmo tom
da tua voz
tão bom
que nem bombom
que devoras
voraz
(para Artur Andrigues)

Pat Andrade

Compartilhe isso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*