Poema de agora: Justificativa (Obdias Araújo)


Justificativa 

Canto o sofrer do abandono
A dor d solidão.
Canto o estar só.
A falta de um corpo
Que se deite a meu lado
Que nos faça um.
Meus cantos trazem sons
Da bruma
Da lama
Dos invernos
Dos infernos
Das tormentas
E dos amores desfeitos.
Raras vezes
Meus cantos são outros.
E se queres saber
O porque do assim
Pergunta aos profetas
Aos magos duendes
Pergunta aos poetas
Ou mesmo a mim.

Obdias Araújo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *