Poema de agora: LOUCURA – Pat Andrade

LOUCURA

na minha loucura,
faço desenhos sem tinta,
pincel ou nanquim

na minha loucura,
a lua me fita e convida
para baladas sem fim

na minha loucura,
uma noite nunca finda
e se instala em mim

na minha loucura,
mais doida é a vida
que levo sem ti

na minha loucura,
sou doida varrida
e muito feliz assim!

Pat Andrade


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *