Poema de agora: Metamorfose – Mauro Guilherme

Metamorfose

Da árvore as folhas caindo,
A lagarta virando borboleta,
Uma flor morrendo e outra se abrindo,
O sol se vai para que se venha a noite…

Enquanto isso, uma criança nasce,
Depois um homem vai partindo…
Tudo no mundo se encadeando,

Das nuvens a chuva surgindo.
Do solo a semente brotando

É Deus lá em cima construindo
Vai-se um tempo, mas outro surge

E o homem vai evoluindo
Porque tudo na Natureza muda
Para que continue existindo.

Mauro Guilherme

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *