Poema de agora: Novos ensaios sobre o tempo – Jaci Rocha

Novos ensaios sobre o tempo

O tempo muda a gente de lugar
(É um poema)
Solto, escorre na gota do dia
E nostalgia é só um jeito

de o tempo, na gente morar.

A gente muda o tempo de lugar!
É uma anacrônica.
Parábola dispersa num estranho
conta-gotas…

E explicar tudo isso
é tornar rude a sutileza com que a vida movimenta
A emoção, as nuvens…isso é uma arte.
É leve. Mas é forte.

Observo o farfalhar das coisas
Cada vez mais desligada das palavras
Apaixonada que sou pela poesia
Aprendo a descobrir no olhar…

Quando o porto é bom,
dou de aportar.
Mas se não der de adocicar a alma
Visto-me da mais bela calma

Pois o tempo muda a gente de lugar…

Jaci Rocha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *