Poema de agora: O poeta e a poesia – Lulih Rojanski

O poeta e a poesia

O poeta não faz poesia
Com lápis ou com caneta.
Com isto ele faz o poema.
O poeta faz poesia
Com os cacos miúdos
dos dias estilhaçados
Com a matéria sutil
que há nas coisas todas
mas que só ele vê


Com as noites ilusórias
em seu paraíso de musas
filhas de Zeus
Com a sede dolorosa
de seus instantes de febre
Com as pontas das estrelas
que ele toca com os dedos
Com a visão álacre
das cores matinais
proparoxítonas
Com a dor diária da alma
que não se ajusta ao corpo
Com os amores brutais
que morrem e renascem
na desordem de seu tempo
Com as impiedosas batidas
de seu próprio coração
fora do peito.
Tudo isso o poeta mistura
e faz a arte inconcebível
de preencher de poesia o poema.

Lulih Rojanski

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *