Poema de agora: O tempo e as mandalas da vida – Obdias Araújo

O tempo e as mandalas da vida

Hoje eu vi um menino com
sua bola de plástico presa
por um fio a seu braço.

Ele chutava a bola que desenhava
mandalas de calor e fumegantes
regras de um futuro campeão
para o menino.

O tempo é sábio. Ele sabe o tempo
que se ele parasse promessas e
profecias não se cumpririam e Deus
seria um cometa sem cauda.
Um astro de nenhuma grandeza
na novela diuturna.

Enquanto isso o menino cresce
o fio rebenta e a bola desenha
mandalas cada vez maiores.

Obdias Araújo

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *