Poema de agora: Para ti – Maria Ester

Para ti

Traz, amor

Traz teu olhar de paraíso
Traz teus beijos, teus sorrisos
Que ne acarinham mais que doces

Só traz tuas mãos macias e lindas
E traz tua boca
para falarmos sobre os sentidos da cooperação das formigas

Ah! Traz também aquele violão que ganhaste na quermesse para dedilharmos Amadeu, Caetano e Zé

Vem
Reflete
Descobre
Aceita
e respeita

Traz junto a vida líquida
que há em nós…

Quando? Hoje.

Horário ?
Já, agora, “pra ontem”

Antes que as cinzas durmam
a nossa história.

Agoooraa!

(Maria Ester)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *