Poema de agora: PARA [VOCÊS] QUE INVENTARAM A TRISTEZA – Marven Junius Franklin

PARA [VOCÊS] QUE INVENTARAM A TRISTEZA

[hoje]
o meu país
desperta carrancudo
sem a matriz deleitável dos alvoreceres
e a beleza estonteante dos dias fulgentes
(anoitece macambúzio
sem o alaranjado dos pores do sol
e o romantismo das antemanhãs).
[hoje]
o meu povo anda arriado
– cabeça pelos pés –
a alma a espargir desalento
e os olhos alagados de expiação)
(caminha vacilante
sem a força dos nossos ancestrais
e a coragem – imprescindível – de arguir).
oh, senhores!
vocês que inventaram a tristeza
ora tenham a fineza de des-inventar!

Marven Junius Franklin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *