Poema de agora: Pausa para a mente – Ramon Tavares

Pausa para a mente

Férias do trabalho
Os próximos viajaram
Sozinho em casa
Temperatura baixa, nada anormal
Pausa para a elevação mental

Tensão enérgica baixa
Olhos pesados
Coração desacelerado
Eu mesmo ao meu lado
Esqueci o passado

Cabeça na parede
Sem visão turva
Respiração lenta
Comi uma uva
Enquanto contei as gotas da chuva

Me tornei minha base
Sem precisar de ancoragem
Apanhei frutos que me moldam
Hoje estou no espaço sideral
Pausa pra mente, elevação mental

Ramon Tavares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *