Poema de agora: P(ÊTRE)O (Fernando Canto)

F1
P(ÊTRE)O

O eu-perplexo
Me percebe
Pétreo
Em teu semblante
Lentes-óculos-escuros

Pelos cabelos
Cinza-claros
Na gola do blazer
Eu, cedo,
Me conheço unha e dedo
E me acendo
Em fogo brando

Fernando Canto

Compartilhe isso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*