Poema de agora: Poesia (por Paulo Tarso Barros)

fernando_paulo tarso

Poesia

Na dúvida,
esqueça a poesia.
Poesia é obsessão
incessante,
incêndio aparentemente trivial
que vira fogo contumaz.

Na dúvida,
não leia:
ou pelo menos não desencante
o sonho, a música, a alma
intangível dos poemas universais
que dão sentido ao fugaz existir.

Na dúvida, esqueça a poesia.
Poesia é sangue
eternamente puro,
eternamente efervescente,
o sentir que sente e permanece:
poesia.

Paulo Tarso Barros

Compartilhe isso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*