Poema de agora: REPAROS – @PedroStkls1

REPAROS

houve uma época da minha vida
em que acendia cigarro
brincava de ser maria fumaça
queimava solidão que todos babacas
que passavam por algum tipo de lugar meu deixavam.
no meio da cortina branca perdi uma parte minha
deixei mãe pai irmão e fui ser rebelde da minha causa ilusória
abria garrafa de cerveja com o dente
disfarçava o gosto amargo com halls melancia
só não sabia como disfarçar a partida de duas pessoas
que naquela época me traduziam alegrias
hoje apago bagana de cigarro com o pé
e faço meu fumo com fórmulas combinações e ervas de poesia
bandeira meireles barros quintana beber prado
guadalupe sant’anna nobre lucinda soeiro monteiro
e me tranco no quarto até bater a rima.

Pedro Stkls

Compartilhe isso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*