Poema de agora: Rodovia JK – Ricardo Iraguany

Rotatória do distrito da Fazendinha, entre Macapá e Santana, na Rodovia JK — Foto: Breno Melo/Bee Movie

Rodovia JK

Andando pela rodovia JK
Foi que senti vontade
De escrever um blues
Com o sol no marco zero do Equador a pico
Quase quarenta graus
Aqui parece o Missipi
Mas é Macapá
Terra de marabaixo
De umbanda e de louvor
Onde o toque da gaita
É o tum, tum, tum do tambor
Na pegada, na levada
Do Frenético afro som
Onde o toque da gaita
É o tum,tum, tum do tambor

Ricardo Iraguany

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *