Poema de agora: Um pouco mais além do Pau Cavado – Fernando Canto

Um pouco mais além do Pau Cavado

Aqui estou
Olhando a barra azul do outro lado do rio
Como um cachorro sem osso e babento
À espera do girassol que vem do Mar. Vem, sim. vem, sim.
Que traz poesia em suas pétalas
E o vento de um ventilador gigante-amarelado em suas palhetas
Lá das bandas do Pau Cavado,
Onde eu acho que Deus mora.
Aqui me sento e sinto o blues
Incorpóreo e emblemático
De um barquinho de papel de longe tanto,
Da casa dos Oiampis, talvez
Tão longe, no rio de brumas,
Transportando minha angústia
E o meu coração quase sem pulso.

Estou pleno de mim
Assim como a alvineira que acabou de destroçar suas folhas para um verde jovem na frente da cidade.

São cores que deslembro
Em alcalinas manhãs e ocres tardes
Sou, talvez, um compasso sem giro
Um ex-quadro inacabado
Na cerração plausível do meu ser,
Na memória da eternidade interrompida
Que recorda e me projeta aos rastros de anjos num caminho em busca do Criador Incriado.

Ando. Ando não, vivo a imaginar que o interno do meu corpo
Me diz que o lado externo
Pode me trazer
Bocaberta de palavras indizíveis e nunca articuladas.

Agora, este instantinho,
Acho que o Céu fica um pouco mais além do Pau Cavado.
E o Mar vem pelos flancos encontrar-me neste estado
Com suas ondas de lâminas quebradas Luzindo sob o sol ouro-lírico da lesa-linha do equador.

Fernando Canto (em 11.05.2018)

  • Vem, sim vem, sim.
    Chegou aqui, sim. Pétalas generosamente espalhadas e encharcadas pelo toró, deslisando e se agarrando enxurrada abaixo e ventania quente acima.
    Na mesma linha -lesinha mesmo- deste Equador que quer zerar mundos e parir outros, brincando de céu azulzim.
    Essas horas, quem me levou pras bandas do Pau Cavado pensa em mim, em nós.
    Lonjuras que estiram corações, mas não racham…
    Quem assuntou desses haveres deve ter encontrado mais que osso pra roer, canino que se fez para ser feliz!
    Abraços, Canto.
    Ana Regina.
    Agradecida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *