Poema de agora: Viver (Andreza Gil)

balao

Viver

Viver sem precisar ter nome.
Viver sem contar os dias,
Sem vê o tempo esgotar.
Viver. Apenas viver.
Um, dois meses ou semanas, tanto faz.
O negócio é seguir em frente,
Quando possível junto, quando possível só.

Andreza Gil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *