Poema de hoje

Furo na Alma

A distância deixa um furo na alma
Atravessando pelo contexto mais rude que existe
Encaminhando o olhar em focos alternativos.

Indecisos,
Extremamente transparente,
E insubmersível
Vendo a luz fugir a cada passo contrário.

Contrariando o coração,
Os pensamentos,
As idéias já formadas
Ó dádiva do corpo
Teria essa imensidão somente para ti?

Deixes o quero que seja o que é
Leve somente para ti essa inércia
Deixes aqui só a certeza
A certeza de uma saudade saudável
Sem espinhos, sem dor

Tomes para ti esse arrependimento
E feches essa fresta aberta no coração
Faça-me voltar ao inocente caminho que a vida tirou
Que o tempo roubou com seus a proveitos, falsos!
E que assim vivas no alvoroço da felicidade todos os dias.


By Weverton O. Reis

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *