Poema de hoje

 
 
‘Perdoe-me amor’

Não queira mal a mim
 Só porque trabalho assim
 Demasiado
 Pense que sou um anjo
 Regando o canto
 De um ser amado
 Assim são as estrelas
 Passam a vida toda trabalhando
 Levam anos, anos luz
 Para serem percebidas
 E quando o são
 Tornam-se infindas
 (07/10/2011)
Fernando França – Jornalista e poeta.

Compartilhe isso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*