Poesia de agora: Poema-Esperança – Jaci Rocha

Poema-Esperança

Que nasçam pequenos sóis dentro de você
Para que as flores possam florescer
Ainda que em tempos de pouca aquarela

E que a palavra esperança dance
No seu dia e cotidiano
Pois, mesmo em meio às mais profundas turbulências
Ainda é preciso sonhar.

E que seu maior lar
Seja seu corpo, seu templo
Guardado, dentro do possível
Para viver este maravilhoso mundo

Quando enfim, isso já for possível…

Que você seja generoso por dentro
Sabendo que longe da partilha não há união
E que tudo o mais é desnecessário
Lição acentuada por este novo dia a dia

– Onde estar vivo
É sempre a maior alegria.

Que fiques bem, com os seus…
Que eles estejam guardados pela graça e poder do amor
E que a vida seja generosa em te guardar
Para que depois, num abraço,

A gente possa se encontrar.

Jaci Rocha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *