Polícia Federal reprime crimes contra os correios no Amapá

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta terça, 02/03, a Operação Murucutu*, com o objetivo de desarticular uma organização criminosa com possível atuação em todo o Amapá, em desfavor de agências dos correios.

Ação de hoje, que contou com participação de 12 policiais, ocorreu nas cidades de Macapá/AP e Laranjal do Jari/AP, para cumprir dois mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão preventiva face a um grupo que foi responsável pelo planejamento e execução da tentativa de furto à agência dos Correios do município neste município que fica no Sul do Amapá.

As investigações surgiram quando, em 2019, a PF foi acionada após uma tentativa de arrombamento à agência postal na cidade de Laranjal do Jari. Na ocasião, uma equipe policial se deslocou ao local para realizar perícias e diligências preliminares.

Com o avanço dos trabalhos, a Polícia Federal concluiu que a ação criminosa fora orquestrada de dentro no sistema penitenciário, e a execução realizada pelos ora investigados. Os criminosos abriram buracos nas paredes para tentar acesso ao interior da agência.

Os envolvidos poderão responder por furto qualificado e organização criminosa, crimes cujas penas podem ser de até 16 anos de reclusão.

*Murucutu é uma ave conhecida como pica-pau da Região Amazônica, numa referência à forma empregada na ação criminosa: fazendo buracos.

Comunicação Social da Polícia Federal no Amapá
[email protected] | www.pf.gov.br
(96) 3213-7500

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *