Por uma vida menos ordinária, seja original!

Conheço pessoas que são trabalhadoras e honestas, mas comuns demais, não tem diferencial algum. Também tem aquelas que são superdescoladas e talentosas, mas são desonestas e preguiçosas. Eu procuro atingir o meio termo, ser diferente e continuar íntegro, tudo “por uma vida menos ordinária”.
Sabe o papo de fazer o que dar na telha, sem invadir o espaço de outros ou desrespeitar alguém? Pois é. Tomar atitudes para ser feliz longe da mesmice (claro que dentro da minha rotina batida). Sou felizão assim.
Romper normas sociais sem cometer infrações é uma arte. A originalidade faz bem, você pode fazer o que lhe aprazia e ainda assim manter o respeito dos que lhe cercam. As pessoas podem até falar mal, mas apreciam o diferente, principalmente aqueles que vivem em cima de uma esteira da velha linha de montagem.
Conheço gente que, para ser alguém (mesmo que em suas pobres percepções), precisam ser várias pessoas. Essas criaturas acham que sucesso é ter um carro legal, ser amigo dos figurões e ter foto em coluna social (aquela vertente medíocre do jornalismo).
As conversas destes patetas são sempre as mesmas, falam de dinheiro, pessoas importantes ou “populares”, cargos, carros, roupas e todo tipo de futilidade. Muitos querendo ser o que não são e outros curtindo a puxação de saco dos fãs interesseiros.

Tem gente que baba ovo até na internet. Patético!
Se você está lendo este texto e achando arrogante, é por está nesta esteira de linha de montagem de babacas, senão, no mínimo, está rindo. Eu não sei e pouco me importo.
Voltando aos anticonvencionais, tem maluco que possui um modo particular de trabalhar, que pode até não ser convencional, mas dá resultado. 
Eles não estão preocupados com status, poder, não fazem o que tooodo mundo faz e etc. 

Se quiserem, bebem numa segunda sem culpa ou ficam em casa numa sexta a noite lendo um livro. Mas desenvolvem suas atividades com responsa. São figuras felizes e no final das contas, isso é o que importa.
É, seja diferente, fuja do modelo social imposto. Mas, sobretudo, seja um maluco ciente de seus limites e atribuições. Neste início de semana, reflita sobre isso, pule da linha de montagem, não faça parte do “mais do mesmo”. Por uma vida menos ordinária, seja original!
Elton Tavares
  • querido..é isso mesmo e digo uma coisa, nao precisa esperar a segunda -feira chegar, podemos mudar de atitude ou opinião que seja a qualquer momento, pena que mudaro carater isso seja impossivel, ja nascemos com ele.Isso é uma pena e até preocupante..bjs meu lindo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *