Prefeitura de Macapá apoiará o I Amapá Hackfest

O procurador-geral de Justiça do Ministério Público do Estado do Amapá (MP-AP), Márcio Augusto Alves, durante reunião realizada nesta quarta-feira (17), na Prefeitura Municipal de Macapá (PMM), conseguiu o apoio do prefeito de Macapá, Clécio Luís Vieira, para a realização do I Amapá HackFest. O PGJ esteve na reunião acompanhado de sua equipe técnica, que apresentou o projeto do evento para o chefe do executivo municipal e secretários municipais.

O evento, cuja finalidade é produzir tecnologia para o combate à corrupção, será realizado nos dias 7, 8 e 9 de dezembro de 2018, na Procuradoria-Geral de Justiça – Promotor Haroldo Franco. A ação consiste em uma maratona competitiva entre estudantes e profissionais da área de informática, que serão municiados de dados institucionais.

I Amapá HackFest

Os participantes do I Amapá HackFest, durante os três dias de evento, desenvolverão plataformas, como portais, sites, jogos e aplicativos, com o propósito de que a administração pública não sofra com as práticas corruptivas.

A colaboração entre as instituições será por meio de Termo de Cooperação Técnica (TCT) formulado pelo Ministério Público com as instituições parceiras. O MP-AP, através do HackFest, visa alcançar o público que atua na área da tecnologia e de outros setores para discutir ideias para o desenvolvimento de plataforma para ser ofertada com fácil acesso ao povo amapaense.

O Hackfest contará ainda com oficinas de tecnologia e palestras de especialistas amapaenses e de fora do estado, com experiência na área.

Apoio

O prefeito de Macapá abraçou a ideia e garantiu apoio ao evento. Clécio Luís também elogiou a iniciativa do MP-AP.

“Seremos parceiros do I Amapá HackFest, pois sempre apoiamos eventos que promovam o controle interno, o combate à corrupção e que oportunizam ferramentas para o controle social. Daremos suporte com palestrantes que falarão sobre administração pública, tecnologia e transparência, além de apoio logístico. Parabéns ao MP-AP pela iniciativa”, destacou o prefeito de Macapá.

O PGJ agradeceu o interesse do prefeito de Macapá e reafirmou o empenho da instituição em disseminar a cultura de combate à corrupção na sociedade amapaense.

“Além de produzir tecnologia para combater a corrupção, pretendemos com o HackFest promover o sentimento de luta contra as práticas ilícitas. Precisamos da união de forças entre instituições e da população para que o evento alcance seu objetivo. Fico feliz em receber o apoio da Prefeitura de Macapá. Tenho certeza que o resultado dessa iniciativa será frutífero para a sociedade amapaense”, pontuou Márcio Augusto Alves.

Equipes do MP-AP e PMM

A equipe técnica do MP-AP presente ao encontro foi composta pela assessora técnica, Alcilene Cavalcante, o gerente de comunicação, Elton Tavares, e os servidores da área de tecnologia, Verônica Santos e Lindomar Ferreira (que participaram de Hackfest’s nos estados da Paraíba e Amazonas).

Pela PMM compareceram: o secretário do Gabinete do Prefeito, Sérgio Lemos; a titular da Controladoria Geral do Município, Nair Mota; a subprocuradora do município, Stella Veridiana; o secretário municipal de Relações Institucionais, Evandro Milhomem; e secretário de governo, Jorge Pires.

Outras instituições parceiras

A proposta também foi apresentada, durante os meses de setembro e outubro, a outras instituições públicas que se interessaram em firmar a parceria. São elas: Universidade Federal do Amapá (Unifap), Instituto Federal do Amapá (Ifap), Controladoria Geral da União no Estado do Amapá (CGU/AP) e Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) Amapá.

Serviço:

Elton Tavares
Assessoria de Comunicação do MP-AP
E-mail: [email protected]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *