Prefeitura de Macapá entrega Creche Patrícia Chucre

A Prefeitura de Macapá entregou na última quarta-feira, 23, a Creche Municipal Professora Patrícia Chucre, localizada no bairro Marabaixo. A unidade escolar é a 4ª creche construída e entregue pela prefeitura.

“Estamos a 8 dias de entregar o nosso mandato, e não podemos parar. Estamos hoje cheios de orgulho e satisfação de estar entregando mais uma creche. Quando assumimos a gestão, não tínhamos nenhuma creche, tínhamos somente algumas escolas que atendiam essas crianças. Hoje, estamos entregando a 4ª creche. Uma creche que, como as outras, tem sempre uma temática. Neste caso, é a natureza e a sociedade. Tudo aqui é feito no sentido de preservar a natureza, de ter contato e fazer experiência com a natureza. Temos vários ambientes de aprendizagem que vão ajudar as nossas crianças no processo de coordenação motora, de socialização, para que as crianças tenham o sentido de lateralidade. São as primeiras experiências das crianças fora de casa”, ressaltou o prefeito de Macapá, Clécio Luís.

Na atual gestão, a prefeitura já entregou as creches Tia Chiquinha, que é uma referência no Brasil de creche integral; Tio João, no bairro Pedrinhas; e a Sérgio Coutinho. A Creche Patrícia Chucre recebeu este nome em homenagem à professora do município Patrícia Cordeiro Ferreira Chucre, que faleceu em 7 de fevereiro de 2020. “Este é um momento de muita alegria. Está completando 11 meses desde a perda da nossa querida ‘Pati’, e foi um acalento para nós da família receber essa homenagem da prefeitura. A ‘Pati’ sempre foi uma professora dedicada e amorosa com os seus alunos, e essa creche reflete essa delicadeza que ela tinha. Essa creche tem um conceito muito interessante, dessa rotatividade de ambientes e de aprendizado. Nós, da família, só temos a agradecer”, ressaltou Carlos Alexandre Chucre, esposo da homenageada.

A creche é um novo modelo de escola que vem sendo implantado no município, trazendo uma nova metodologia de ensino para as crianças, onde as salas de aulas são substituídas por ambientes de aprendizagem. A Creche Patrícia é toda climatizada e terá 4 ambientes de aprendizagem: Laby Baby, Natu Baby, Senso Baby e Redário Baby. Além de Sala do AEE, coordenação e sala dos professores, secretaria, direção, copa, banheiros feminino, masculino e de funcionários, depósito, refeitório e lavanderia.

A instituição de ensino tem capacidade para atender 120 crianças, com idade de 2 e 3 anos, no período parcial, pela manhã, das 7h30 às 11h30; e à tarde, das 13h30 às 17h30. “Sou moradora aqui do bairro e vi crescer essa obra desde o início. Estávamos muito ansiosos para essa entrega. Meus filhos, por já serem maiores, não vão poder usufruir desse espaço. Mas minhas primas, tias e várias pessoas aqui da comunidade irão ter essa oportunidade de colocar suas crianças nessa escola, que está linda”, disse Jamille Corte, moradora do bairro Marabaixo.

Construída com recursos do Tesouro municipal, no valor de R$ 499.633,56 (cessão onerosa), a creche foi construída por meio de estrutura metálica e placas termoisolantes, que melhoram a acústica e proporcionam maior conforto térmico.

Conheça quem foi a professora Patrícia Cordeiro Ferreira Chucre

A professora Patrícia Cordeiro Ferreira nasceu em 30 de julho de 1980, na cidade de Macapá/AP. É a terceira filha da professora Maria Edna Cordeiro Ferreira e do bancário Hélio da Paixão Ferreira. Terminou sua formação superior em 2003. No ano seguinte, foi viver com seu futuro marido, Marcos Alexandre dos Passos Chucre. Em 2005 nasceu sua primeira filha, e, em 2006, nasceu seu segundo filho.

Em 2 de maio de 2006 passou no concurso público como professora de 1ª a 4ª série da Prefeitura Municipal de Macapá. Durante sua vida profissional como docente, trabalhou nas escolas Maestro Miguel, Cantinho do Amor e Ana Cristina Ramos, sendo esta última o local onde iniciou e finalizou sua vida profissional dedicada aos seus alunos.

Possuía inúmeras qualidades e talentos, era musicista, gostava de tocar piano, cantar e dançar balé, um conjunto perfeito que utilizava no desenvolvimento das aulas com os alunos, possibilitando a criação de lindas apresentações nas datas festivas. Tinha habilidades manuais muito refinadas, amava trabalhar com artesanato, pintura e personalização de caixinhas. Produzia belíssimos painéis e gostava de deixar sua sala linda para receber seus alunos, pois, para ela, sempre tinha que ser o melhor.

A professora sofria de lúpus sistêmico, uma doença autoimune de origem genética, no qual o sistema imunológico, ao invés de defender, ataca todos os órgãos do corpo, causando severas dores e sequelas, exigindo do portador cuidados e acompanhamentos médicos rígidos, e da família um ambiente regado a cuidado, atenção, carinho e muito amor.

A professora Patrícia faleceu em 7 de fevereiro de 2020, de infarto agudo do miocárdio. Apesar de ter recebido o atendimento de forma tempestiva e com o melhor suporte disponível, seu organismo, já fragilizado pelos 20 anos de lúpus, não conseguiu reagir. Contudo, seu exemplo de vida, força e alegria sempre serão uma inspiração a ser seguida, pois, para ela, a felicidade estava no hoje, no agora, ao lado das pessoas que amamos e fazendo o bem ao próximo todos os dias.

Secretaria de Comunicação de Macapá
Karla Marques
Assessora de comunicação
Fotos Max Renê

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *