Prefeitura de Macapá inicia obras para instalação da usina de oxigênio no Centro Covid Santa Inês

A Prefeitura de Macapá iniciou na manhã deste sábado (27) a construção da estrutura que vai abrigar definitivamente a nova usina de oxigênio, recebida pelo prefeito, Dr.Furlan, na última sexta-feira. O equipamento deve abastecer a rede municipal de saúde.

“A usina será instalada no Centro Covid Santa Inês, onde está montada a unidade de casos graves. A usina tem produção de oxigênio de 30 metros cúbicos por hora. Com isso nós teremos uma tranquilidade de estabilizar a oferta de oxigênio aos pacientes que estão na unidade e aumentar as chances de recuperação. Macapá agradece a cooperação realizada para o recebimento desse equipamento”, disse o prefeito.

Parceria

A nova usina de oxigênio chegou a Macapá no fim da tarde de sexta-feira (26). É fruto da união de esforços do Ministério Público do Estado do Amapá (MP-AP), que fez a solicitação, do senador Davi Alcolumbre que articulou, e do grupo Itaú, que fez a doação do equipamento. Além de fornecer oxigênio para o Centro Covid Santa Inês, a usina tem a capacidade de abastecer 35 cilindros em 24h, que serão encaminhados para as demais unidades vocacionadas ao atendimento de pacientes com Covid-19.

“Quando nós vimos a situação em Manaus, o Ministério Público do Amapá montou uma força tarefa em busca dessa solução. Conseguimos a usina e estamos servindo de base e caso de sucesso para outras regiões, principalmente na Região Norte. O MP/AP está atuando no enfrentamento e nós precisamos da ajuda da população”, destacou a procuradora-geral de Justiça, Ivana Cei.

Usina

O equipamento foi trazido à Macapá em um avião da Força Aérea Brasileira (FAB). A usina é automática e não utiliza óleo como fornecedor de energia, o que diminui os riscos de contaminação.

O equipamento começou a ser instalado e tem prazo para conclusão em 10 dias. A edificação que abrigará a usina terá 30 metros quadrados com altura de 3,5 metros e uma subestação de energia elétrica de 112,5 kVA própria, que vai abastecer o equipamento sem sobrecarregar a rede da unidade de saúde.

Ampliação da rede

As unidades de saúde com atendimento exclusivo para os casos de Covid-19 oferecem para a população o atendimento de pacientes sintomáticos da doença. São ofertados os serviços de exames, distribuição de remédios, sala de observação, sala de estabilização e sala vermelha para casos baixos e médios.

Para atender pacientes em estado moderado e evolução para casos graves, o prefeito de Macapá, Dr. Furlan, ampliou a capacidade de atendimento da rede municipal com a criação de novos leitos para estabilização e intubação de pacientes que aguardam leitos em hospitais de grande porte do Estado.

As obras de ampliação no Centro Covid Santa Inês, unidade que recebe a nova usina de oxigênio, são custeadas pelo tesouro municipal, com investimento de R $140 mil.

Secretaria Municipal de Comunicação Social

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *