Prefeitura de Macapá presta assistência às vítimas do incêndio no Araxá

A Prefeitura de Macapá prestou assistência imediata às famílias que tiveram as casas tomadas por um incêndio, ocorrido em uma área de ponte, próximo à Avenida Setentrional, no bairro Araxá, na tarde desta sexta-feira, 15. Pelo menos 19 famílias estão desabrigadas. No total, 11 casas foram incendiadas. Sete delas tiveram perda total e quatro tomadas parcialmente pelas chamas, segundo informações da Guarda Civil Municipal de Macapá (GCMM).

Não há registros de morte, feridos ou desaparecidos. As vítimas estão abrigadas na Escola Municipal Antônio Barbosa, no Santa Inês, onde a Secretaria Municipal da Assistência Social e do Trabalho (Semast) faz o cadastro socioeconômico das famílias, que podem ser contempladas com aluguel social. “Esse cadastro coleta informações para saber se eles atendem às exigências para receber o auxílio por seis meses, equivalente hoje a 325 reais mensais”, explica a titular da Semast, Naldima Flexa.

Muitas famílias perderam tudo no sinistro, como a do estudante de odontologia Juniel Guimarães. “Chegamos do Pará há pouco tempo atrás de oportunidade para melhorarmos de vida. Agora, estamos sem perspectiva. Pleitearemos o aluguel social para conquistar tudo novamente, pois não sobrou nada”.

Além dos bens materiais, muitos perderam documentos, importantes para eventual recebimento do aluguel social. A Semast, com apoio da Secretaria de Estado da Mobilização Social (SIMS), providenciará, em caráter de urgência, a emissão da segunda via dos documentos pedidos, para que as famílias contempladas com o auxílio possam recebê-los o quanto antes.

A estimativa da secretária Naldima é que as famílias seguirão abrigadas na escola por pelo menos uma semana, até que sejam emitidos novos documentos. No entanto, esclareceu que elas já podem procurar imóvel para alugar. A Semast assegurou que toda assistência será prestada enquanto permanecerem na instituição de ensino, com alimentação e água, e atendimento psicológico.

“A população pode ajudar doando roupas e sapatos. Teremos uma pessoa responsável, permanentemente, para receber o que for arrecadado aqui na escola”, informa Naldima. A GCMM disponibilizará ainda uma guarnição para fazer a segurança dos abrigados na Escola Antônio Barbosa.

Júnior Nery
Assessor de comunicação/PMM
Contato: 98127-1559

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *