Prefeitura e MPF assinam termo de compromisso para reabertura do Parque Zoobotânico

IMG_4002 (1)

Após 20 anos fechado para visitação, dentro de alguns meses aqueles que já foram ao Parque Zoobotânico poderão retornar e os que nunca o conheceram irão desfrutar das belezas da fauna e flora que existe no local. Mas isso só será possível porque a Prefeitura de Macapá e o Ministério Público Federal (MPF) assinaram um termo de compromisso que irá possibilitar a reabertura do espaço.

O procurador da República, Thiago Cunha, aprovou e parabenizou o esforço da prefeitura na busca pela adequação do parque às normas técnicas e legais, para reabri-lo. “Percebemos o esforço do Município em nos levar até o parque para mostrar as melhorias que já foram feitas, e isso nos mostrou interesse do ente em solucionar o problema e reabrir o local. É interesse do Ministério Público Federal que o Zoobotânico volte a funcionar e que atenda a sociedade de forma plena”.

No termo ficou estabelecido que a prefeitura apresentará os projetos de adequação do parque para o Instituto de Meio Ambiente e de Ordenamento Territorial do Amapá (Imap), além da construção da enfermaria para os animais, assim como implantação de programas de Educação Ambiental. O prazo total para implementação de todas as medidas contidas no documento é de 180 dias. O diretor-presidente do parque, Márcio Pimentel, explicou que assim que as reformas imediatas forem concluídas o Zoobotânico será reaberto. “Esse é um marco para a gestão do prefeito Clécio, que vem ‘lutando’ para que isso ocorra há alguns anos”.

O prefeito ressaltou as ações e a busca de recursos para a reabertura do parque. “Temos convidado tanto a iniciativa pública quanto a privada para nos ajudar. Possuímos um grande projeto que contempla tudo, mas nosso principal objetivo é vê-lo de portas abertas para o público. Por isso, essa assinatura é um marco histórico na vida dos macapaenses. O Município não estava dando conta de cuidar do parque, pois ele saiu de uma condição onde havia mais de 200 animais e hoje tem menos de 50. Ocorre que, atualmente, a situação é bem diferente da que encontramos. Hoje os animais são bem cuidados e tratados, e com pequenas obras conseguimos fazer com que ele possa ser aberto ao público novamente”.

Nesse primeiro momento para a reabertura algumas medidas imediatas serão feitas. Entre elas a segurança do público, melhorias das trilhas, ampliação do logradouro das onças, construção de espaço para banheiros, pintura, reforço de grades, revitalização da fachada e guarita da frente. “Com pequenas obras, será possível reabri-lo para a população para fazer pesquisa, turismo, educação ambiental e garantir que nossas crianças tenham convivência com a fauna e flora, e, a partir disso, que elas possam se relacionar com a nossa realidade amazônica, e é por isso que eu digo que essa assinatura é um marco histórico, porque dentro de pouco tempo a população poderá usufruir desse patrimônio histórico de Macapá”, finalizou o prefeito Clécio Luís.

Participaram também da assinatura do documento a chefe da Divisão Técnica Ambiental do Ibama, Marcia Bueno; a superintendente do Ibama, Gracicleide Santos e o promotor de Justiça do Meio Ambiente, Marcelo Moreira, além do procurador-geral do Município, Emmanuel Dante.

Adryany Magalhães/Asscom PMM
Fotos: Nayana Magalhães

Compartilhe isso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*