Prevenção à Covid-19: Administração do MP-AP avalia preparativos para o retorno gradual às atividades presenciais

A procuradora-geral de Justiça, Ivana Cei, o chefe de gabinete da Procuradoria-Geral de Justiça, João Furlan, e o secretário-geral do Ministério Público do Amapá (MP-AP), Alexandre Monteiro, reuniram nesta segunda-feira (13), com setores estratégicos da administração que estão responsáveis pela adoção de medidas para o retorno gradual das atividades presenciais. Todas as ações seguem as recomendações das autoridades de saúde e são orientadas e acompanhadas pelo setor de Saúde Ocupacional e Qualidade de Vida da instituição.

João Furlan ressaltou a necessidade de reunir para avaliar o andamento das providências do Setor de Saúde, bem como para aquisição e distribuição de materiais para prevenção do contágio, como equipamentos de proteção individual (EPIs), álcool em gel, tapetes higienizadores, dentre outros. “A ideia é organizar esta fase final de testagem, definir o protocolo para aqueles que testarem positivo, mesmo assintomáticos, e checar a execução de todas as medidas recomendadas, a fim de garantir a saúde dos membros, servidores e todos os colaboradores”, disse ele.

O médico do trabalho, Aristóteles Moura, e o gerente do Setor de Saúde Ocupacional e Qualidade Vida do MP-AP, José Villas Boas, fizeram um resumo dos encaminhamentos, principalmente em relação à aplicação dos mais de 172 testes rápidos (IgG e IgM) para a Covid-19, com sugestão de protocolo de atendimentos aos positivados.

A diretora do Departamento de Gestão Administrativa, Maria Silvéria, e a servidora do Almoxarifado, Mariana Distéfano, responsável pelo recebimento de equipamentos de prevenção, informaram sobre os preparativos para que os materiais cheguem a todas as unidades. O coronel Joércio, chefe do Gabinete Militar, confirmou a determinação da PGJ e a predisposição da equipe para colaborar na distribuição em todo Estado.

O diretor do Departamento de Gestão de Pessoas, Roberto Bastos, informou acerca das providências quanto às licenças e afastamentos, bem como sobre o quantitativo de servidores que voltarão ao trabalho presencial e dos que permanecerão no teletrabalho, com supervisão das chefias imediatas. Da mesma forma, a situação dos colaboradores terceirizados e dos estagiários e aprendizes está sendo orientada e organizada, informaram as servidoras Suellem Moraes e Juliana Coutinho.

Para o secretário-geral, esse retorno gradual ao trabalho presencial nas unidades do MP-AP, na capital e nos municípios, está muito bem alinhavado no Plano de Retomada Gradual das Atividades Institucionais nº 001/2020. “Todas as medidas administrativas foram tomadas e estamos trabalhando nesse cuidado para garantir a proteção da saúde de membros, servidores e colaboradores, com definição de escalas de rodízio nos setores para evitar aglomeração”, afirmou Alexandre Monteiro.

“Estamos preparados e estou satisfeita com o trabalho da nossa administração, que reforça o compromisso da instituição e o cuidado com as pessoas nesse retorno das atividades presenciais”, manifestou Ivana Cei.

Serviço:

Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Amapá
Gerente de Comunicação – Tanha Silva
Núcleo de Imprensa
Coordenação: Gilvana Santos
Texto: Gilvana Santos
Contato: [email protected]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *