PREVENÇÃO – COVID: Embrapa Amapá orienta uso de máscara na instituição

Devido ao aumento dos casos de Covid-19 no estado do Amapá, a Embrapa Amapá orienta seus empregados e terceirizados a usarem máscara de prevenção à circulação do coronavírus, nos ambientes da instituição. Outro procedimento recomendado é a higienização das mãos com água e sabão, e álcool disponibilizado nos corredores e áreas comuns do centro de pesquisas.

As orientações são baseadas na nota técnica divulgada pelo Governo do Amapá, onde ressalta a importância da vacinação contra Covid-19 em crianças, idosos e grupos de pessoas atestadas com comorbidades, nos 16 municípios do estado, com o objetivo de evitar novos casos e impedir agravamento entre o público não vacinado. “Já começamos a distribuir o kit de máscaras para todos os empregados e colaboradores da Embrapa. Cada kit contém três máscaras, e esta ação faz parte do conjunto de medidas de prevenção ao vírus da Covid-19”, destacou a analista do Setor de Gestão de Pessoas (SGP), Annelyese Schwamke.

Recomendações da Nota Técnica do Governo do Estado:

– Manter distanciamento físico e isolamento domiciliar em casos de sintomas, por pelo menos 5 dias completos após o início dos sintomas (casos suspeitos ou confirmados);

– Adotar e manter procedimentos contínuos de higienização das mãos, com utilização de água e sabão em intervalos regulares. Caso não seja possível a lavagem das mãos, utilizar imediatamente sanitizante adequado para as mãos, como álcool 70%, e orientar os trabalhadores sobre essa conduta sempre que necessário; (para caso suspeito e/ou confirmado, bem como para profissionais de saúde);

-Usar máscara em ambientes fechados, principalmente em ambientes hospitalares e em outros estabelecimentos de saúde;

-Intensificar as ações de imunização contra as doenças preveníveis para ampliação da cobertura vacinal.

Uso de máscaras

– A máscara de proteção respiratória deve ser utilizada por todos os trabalhadores, em ambientes fechados, sendo necessária à sua troca, caso seja máscara cirúrgica a cada quatro horas, em local apropriado;

– O uso da máscara incorretamente pode prejudicar sua eficácia na redução de risco de transmissão. Sua forma de uso, manipulação e armazenamento devem seguir as recomendações do fabricante;

– A máscara é de uso individual e nunca deve ser compartilhada entre trabalhadores;

– Cabe à empresa disponibilizar máscaras para os trabalhadores.

Dulcivânia Freitas, Jornalista DRT/PB 1063-96
Núcleo de Comunicação Organizacional
Embrapa Amapá
Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária
Macapá/AP

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *