Prevenção: TRE-AP adere à Campanha de Combate ao mosquito Aedes Aegypti

TReCombateaaoMosquito

O Tribunal Regional Eleitoral do Amapá (TRE-AP) aderiu nesta segunda-feira (11) à Campanha de Combate ao mosquito Aedes Aegypti, inseto responsável pela transmissão da dengue, chikungunya e zika vírus.

O público alvo são servidores e magistrados da Justiça Eleitoral, eleitores que são atendidos diariamente na sede do Tribunal e Zonas Eleitorais da capital e interior do Amapá. Desta forma, o TRE-AP visa conscientizar seus serventuários e a população amapaense para as formas de prevenção no local de trabalho e em suas residências. Assim a força tarefa contra o mosquito será interna e externa.

A ação consiste na veiculação de vídeos no aplicativo WhatsApp, peças nas redes sociais como Twitter, Facebook e rádio. A campanha foi lançada em dezembro de 2015 pelo Tribunal de Justiça do Amapá, com a adesão de várias instituições públicas como Ministério Público Federal, Justiça Federal, Tribunal de Contas da União, Tribunal de Contas do Estado, Procuradoria Geral do Estado, Ministério Público do Amapá, Defensoria Pública, Governo do Estado e Prefeitura de Macapá.

Desta forma, os servidores da Justiça Eleitoral serão agentes multiplicadores em seu meio social, pois a prevenção é a melhor forma de evitar o contágio e salvar vidas.

De acordo com o presidente do TRE, Desembargador Carlos Tork, o período chuvoso se aproxima, época de maior proliferação do mosquito e por conta disso, é preciso redobrar os cuidados para combatê-lo. Além disso, o magistrado ressaltou a importância de intensificar o alerta à população sobre o aumento dos riscos do contágio das doenças relacionadas ao inseto.

Esse problema é de todos nós, mas para evitar que uma epidemia ocorra é preciso que a sociedade se conscientize sobre a importância de manter o quintal da casa limpo, fato esse que reduz bastante as chances do nascimento, crescimento e desenvolvimento da larva.. Portanto, cada cidadão precisa fazer o seu papel e prevenir a proliferação do mosquito. Desta forma, evitaremos epidemias de dengue, chikungunya e do zika vírus”, destacou o presidente.

Prevenção

A melhor forma de se evitar a dengue chikungunya e do zika vírus, transmitidos pelo Aedes Aegypti é combater os focos de acúmulo de água, locais propícios à criação do mosquito transmissor da doença. Para isso, é importante não acumular água em latas, embalagens, copos plásticos, tampinhas de refrigerantes, pneus velhos, vasinhos de plantas, jarros de flores, garrafas, caixas d´água, tambores, latões, cisternas, sacos plásticos e lixeiras, entre outros.

Serviço:

Tribunal Regional Eleitoral do Amapá
Assessoria de Comunicação e Marketing
Elton Tavares
Arte: Vandy Ribeiro
Fones: 2101-1504/84059044/91474038

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *