Programa Nacional de Incentivo à Leitura será estendido aos bolsistas do Judiciário

livro

A presidente do Tribunal de Justiça do Amapá, Desembargadora Sueli Pini, reuniu com representantes do “PROLER”, Programa Nacional de Incentivo à Leitura, para discutir uma parceria que visa fomentar a leitura em todos os segmentos do Judiciário do Amapá.

Na cooperaçlivro_2ão entre os dois órgãos, os representantes da Secretaria de Estado da Educação participarão como colaboradores dentro da Justiça do Amapá, oferecendo aos magistrados, servidores, bolsistas, estagiários, terceirizados e colaboradores, programa de fomento à leitura. Em contrapartida, a Justiça instalará um Núcleo de Mediação Escolar na SEED.

Segundo a coordenadora do programa no Amapá, Helen Coelho, em todo o Brasil as iniciativas pretendem atender a meta nacional de até 2018 criar uma rede de 800 comitês pelo país. “Estamos tentando firmar esse termo com o Tribunal de Justiça para promover uma política democrática de incentivo à leitura, onde a intenção maior é formar leitores bem preparados dentro na sociedade amapaense”, explicou à coordenadora.

Os membros do prolivro_3grama “PROLER” Amapá desenvolvem várias práticas, como por exemplo, o “Domingo de Poesia”, que atende os frequentadores do Museu Sacaca com uma programação cultural semanal bem diversificada, além do atendimento nas escolas onde os professores tornam-se os multiplicadores dentro das salas de aula.

São atendidos com a iniciativa alunos do pré-escolar, ensino fundamental básico e ensino médio, além da parceria com instituições de ensino superior, públicas e particulares.

Marta Carvalho, representante do Núcleo do Programa do Livro Didático (NUPROLID) e Ângela Brito Ferreira, assessora técnica do PROLER Amapá, se mostraram satisfeitas com o interesse demonstrado pela administração do Judiciário em ter o programa funcionando nas unidades da justiça, formando leitores proficientes.

Assessoria de Comunicação Social

Compartilhe isso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*