Projeto de resgate arqueológico é concluído no primeiro semestre de 2014


Durante a pesquisa foram identificadas peças de cerâmica e fragmentos de urnas funerárias da cultura Koriabo, que existiu há 1,6 mil anos no Amapá, em Suriname e na Guiana Francesa.

A história de civilizações antigas nas áreas de entorno da UHE Ferreira Gomes foi resgatada por meio do Projeto de Prospecção e Salvamento Arqueológico desenvolvido pela Ferreira Gomes Energia S/A, em parceria com o Centro de Estudos de Pesquisas Arqueológicas – CEPAP, da Universidade Federal do Amapá – UNIFAP, entre os anos 2010 e 2014.

Com o objetivo de identificar e resgatar os sítios arqueológicos nas áreas de enfoque antes da realização e execução de obras, para evitar o extravio do patrimônio arqueológico, o Projeto foi desenvolvido em etapas que incluíram atividades de monitoramento, o que permitiu a contínua execução do empreendimento, sem comprometer a integridade do patrimônio cultural. Além do resgate arqueológico, também houve realizaram-se ações de educação patrimonial e atividades laboratoriais executadas no CEPAP.

Durante a pesquisa foram identificadas peças de cerâmica e fragmentos de urnas funerárias da cultura Koriabo, que existiu há 1,6 mil anos no Amapá, em Suriname e na Guiana Francesa. Segundo o supervisor das pesquisas da UNIFAP, Edinaldo Nunes, o salvamento dessas peças permitiu avanço nos estudos da história da região e, com isso, maior entendimento sobre a cultura das civilizações antigas.

Até o momento, 16 sítios arqueológicos distribuídos nas margens direita e esquerda do Rio Araguari foram descobertos, sendo que 15 sítios foram resgatados e/ou estudados. Dessas unidades, cerca de quatro sítios, foram descobertos no período de março de 2013 até abril de 2014.

Para Eduardo Sakamoto, engenheiro ambiental da FGE, o programa de monitoramento e resgate arqueológico é fundamental para preservação os colonizadores e da origem histórica da região.“O projeto de salvamento também contribui para a valorização cultural nas Universidades do Estado e o aprendizado de estudantes bolsistas que integram a equipe que realiza as pesquisas nas áreas de influência da UHE”, finaliza.

Sobre a Ferreira Gomes Energia – Empresa responsável pela construção e operação da Usina Hidrelétrica (UHE) Ferreira Gomes até o ano de 2045. A concessão foi obtida por meio de leilão promovido em julho de 2010 pelo Governo Federal. A UHE terá capacidade de gerar 252 MWh (megawatts-hora), com energia assegurada de 150,2 MW médios (megawatts médios). Mais de 700 mil pessoas poderão ser atendidas com a energia gerada. A Ferreira Gomes Energia é uma empresa da Alupar Investimento, que atua no setor de transmissão e geração de energia elétrica a partir de fontes renováveis, como hidrelétricas.
                                                                              
Serviço:

Assessoria de Comunicação da FGE
Thainá Rodrigues (96) 3081 0094 | (96) 8121 2470
thaina@dunecomunicacao.com.br
Compartilhe isso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*