Quilombo do Curiaú receberá pela primeira vez o programa “Casamento na Comunidade” da Justiça amapaense

casados-16
O Quilombo do Curiaú, reserva ambiental e quilombola localizada a cerca de 9 quilômetros de Macapá, será, pela primeira vez palco de uma grandiosa celebração organizada pela Justiça do Amapá: o “Casamento na Comunidade”.

Aproximadamente 200 casais irão oficializar a união nesta edição especial do programa, que objetiva promover a regularização jurídica de casais que não tiveram condições ou oportunidade de oficializar a união e, de outro lado, promover a inclusão social.

A comunidade da Vila do Curiaú foi escolhida por ser distante do centro de Macapá e por ser uma grande oportunidade de unir casais daquela região que sonham com o matrimônio, além de ser um lindo cenário para celebrar o casamento.

A coordenadora do “Casamento na Comunidade”, juíza Joenilda Lenzi, destacou que proporcionar a celebração de matrimônios é uma tradição e orgulho para a Justiça do Amapá. “O casamento vem para fortalecer a união e o senso de responsabilidade da pessoa, pois ninguém se casa pensando em separar, mas, sim, com o propósito e vontade que tudo dará certo e será para sempre”, disse a magistrada.

O Judiciário amapaense ao realizar o Casamento na Comunidade, não só oportuniza aos casais o sonho de firmarem o compromisso de amor, fidelidade e respeito, mas, também, tem a finalidade de fortalecer os valores da família.

Esta edição está marcada para o dia 15 de outubro, às 17 horas, na sede do Gorgia, localizada na Rua da Felicidade, nº 89, Curiaú.

Assessoria de Comunicação Social

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *