Quilombolas do Curiaú, em Macapá, fazem revisão biométrica em ônibus

Abinoan Santiago, Do G1 Amapá

Os quase 5 mil eleitores da comunidade quilombola do Curiaú e regiões adjacentes, em Macapá, realizam desde esta sexta-feira (18), recadastramento biométrico. O serviço é oferecido num ônibus pelo Tribunal Regional Eleitoral do Amapá (TRE-AP), até às 17h deste sábado (19). 

“O atendimento vindo aqui na comunidade faz a gente não se deslocar até a cidade para fazer esse recadastramento eleitoral, por isso que ainda não havia feito”, comentou a estudante Cássia dos Santos, de 23 anos, da comunidade do Curiaú, distante 7 quilômetros de Macapá.

A agricultora Maria do Carmo, de 59 anos, que nasceu na comunidade quilombola do Curiaú, também elogiou a ação itinerante para a biometria.

“Eu não tive condições de sair daqui para Macapá porque o acesso é difícil. Com a vinda do atendimento para a nossa comunidade, eu vou aproveitar para regularizar a minha situação”, disse a agricultora.

De acordo com o Tribunal Regional Eleitoral do Amapá, no Curiaú e comunidades adjacentes existem em torno de 4,7 mil eleitores. Dos 255 mil eleitores de Macapá, 51 mil ainda não realizaram o recadastramento biométrico. O prazo iniciou em fevereiro de 2013 e encerra em 29 de novembro do mesmo ano.

Para fazer o recadastramento, o eleitor precisa de documento oficial com foto e título eleitoral. Ele é obrigatório e o cidadão será impedido de votar em 2014, caso não faça a revisão biométrica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *